Notícias

Inauguração de Nova Fábrica na Índia

A WEG S.A. (Bovespa: WEGE3) anunciou hoje a inauguração da sua fábrica de motores elétricos na Índia. A nova unidade estreia sua produção fornecendo motores de indução MGF 630 que serão instalados em bombas de água fabricadas pela empresa Kirloskar Brothers Limited (KBL) para o projeto Bangalore Water Supply Scheme de distribuição de água potável em Bangalore. A previsão é que a entrega destas máquinas ocorra entre fevereiro e abril de 2011.

A WEG Índia produzirá motores de indução e síncronos e geradores síncronos de média e alta tensão. Construída na cidade de Hosur, estado de Tamil Nadu, próxima de Bangalore, a unidade tem 32 mil metros quadrados de área construída e ocupa uma área de 170 mil metros quadrados.

O Presidente Executivo da WEG, Harry Schmelzer Jr., afirmou que "a WEG Índia foi concebida para atender Ásia, Oriente Médio, África e Oceania, e avança nossa estratégia de internacionalização, fortalecendo a capacidade de distribuição internacional dos produtos e incrementando a capacidade produtiva em mercados selecionados, mantendo sempre o alto padrão de qualidade - tanto dos produtos quanto do atendimento".

A unidade já recebeu aproximadamente US$ 60 milhões em investimentos, gerando cerca de 250 empregos diretos, número que deve chegar a 600 até o final de 2011. No final de 2013, quando estiver operando em plena carga, a unidade terá capacidade de produção de até 320 máquinas por ano. Todos são produtos especiais, com alto grau de desenvolvimento tecnológico, com o mesmo design e qualidade dos produtos WEG fabricados no Brasil.

A WEG também anunciou que o Diretor de Operações da WEG Índia, Sr. Eduardo de Nóbrega, passa a ser o Diretor Industrial da WEG Energia, sendo agora responsável pelas áreas de produção nas unidades fabris desta unidade de negócios em Jaraguá do Sul (SC), São Bernardo do Campo (SP), no Brasil, além da nova unidade na Índia.

# # #

Afirmações sobre Expectativas Futuras

Algumas afirmações contidas neste comunicado podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos e incertezas que podem fazer com que tais expectativas não se concretizem ou sejam substancialmente diferentes que era esperado. Estes riscos incluem entre outros, modificações na demanda futura pelos produtos da Companhia, modificações nos fatores que afetam os preços domésticos e internacionais dos produtos, mudanças na estrutura de custos, modificações nos mercados, mudanças nos preços praticados pelos concorrentes, variações cambiais, mudanças no cenário político-econômico brasileiro, nos mercados emergentes e internacional.

Última atualização em 
Close