Notícias

Nota de falecimento

Com profundo pesar, a WEG informa o falecimento de um de seus fundadores, Eggon João da Silva, de causas naturais, na madrugada desse domingo, 13 de setembro de 2015, em Jaraguá do Sul.

Nascido em 17 de outubro de 1929, no que é hoje o município de Schröeder, norte de Santa Catarina, Eggon João da Silva começou a trabalhar cedo, aos 13 anos, em um cartório de Jaraguá do Sul. Em 1957, depois de 14 anos no principal banco do Estado, torna-se sócio da João Wiest & Cia. Ltda., uma firma especializada na produção de canos de escape para veículos, então com 8 funcionários. Quatro anos depois, Eggon deixa a empresa, que já contava com 150 funcionários, para enfrentar o maior desafio de sua carreira.

Em abril de 1961, juntamente com Werner Ricardo Voigt e Geraldo Werninghaus, funda a WEG, que na época produzia apenas motores elétricos. Até 1989, Eggon exerceu o cargo de Diretor Presidente da empresa, levando-a a figurar entre as maiores do setor, com participação destacada no mercado nacional e internacional. De 1989 a 2004, foi presidente do Conselho de Administração da WEG.

Mas a trajetória de Eggon João da Silva não está ligada apenas à WEG. O empresário fez parte dos conselhos de quatro grandes empresas ¿ Oxford, Tigre, Marisol, e Perdigão, tendo nesta última, inclusive, exercido a função de diretor presidente entre 1994 e 95, momento em que cumpriu uma dura missão de recuperação financeira da empresa.

Administrador autodidata, com visão de longo prazo e extrema capacidade de planejamento estratégico, Eggon João da Silva deixou seu legado na indústria brasileira e mundial, contribuindo para criar uma cultura empresarial forte, cunhada na valorização das pessoas, na eficiência e produtividade.
Sua frase mais famosa fica como um ensinamento às gerações futuras: ¿Quando faltam máquinas, você as pode comprar; se não tiver dinheiro, pode pegar emprestado; mas homens você não pode comprar ou pedir emprestado, e homens motivados são a base do êxito¿.

Última atualização em 
Close